Sejam como eu.

Siga os meus passos.
Repostando... Data original 05/05/14
Olá queridos! 

Nesse último final de semana estive em uma acampamento de Jovens e Adolescentes (Doron) onde fui muito edificada pela palavra que foi ministrada a nós. E hoje, trago para vocês o que Deus falou comigo nesses dias. 

O texto base da palavra foi o de 1 Timóteo 4:12 que diz: Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê padrão para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.


Vou organizar a palavra em 2 pontos pra facilitar o entendimento de vocês.

1- "Ninguém despreze a tua mocidade"

Os jovens desde sempre foram desprezados, até mesmo no tempo de Timóteo. O maior motivo desse "desprezo" é a imaturidade que, normalmente, está atrelada ao jovem. Mas, um jovem que, apesar de ser jovem(em idade), é maduro no seu procedimento pode sim alcançar o respeito dos mais velhos. O problema é que muitas vezes os primeiros a se desprezar são eles mesmos. Fazem isso quando não confiam na sua capacidade para fazer algo, quando crescem em tamanho e idade, mas continuam pensando e agindo como meninos, quando são muito dependente dos seus pais, quando não aceitam responsabilidades... Nós como jovens cristãos, pequenos cristos nesta terra, precisamos alcançar a maturidade necessária para assim não sermos desprezados por sermos jovens e sim confiáveis para a obra, assim como Timóteo era.

2- "mas sê padrão para os fiéis"

De todas as partes essa foi a que mais me chamou atenção. Acho interessante o alto padrão em que Cristo nos chama a viver. Ele não nos pede para sermos padrão para os infiéis, e, se assim pedisse, seria bem mais fácil. Os infiéis, ou melhor, as pessoas do mundo, vivem entregues ao pecado, a sua maneira de viver é vã, vazia, inútil e, qualquer coisinha "boazinha" que fazemos já serve de bom exemplo para eles. A palavra nos convoca a ser um padrão/exemplo para os que buscam ser um padrão/exemplo. Existe alguém que você admira em Cristo, alguém que você considera um servo fiel, um discípulo maduro, que vive um vida reta diante do Senhor? Deseje ser melhor do que ele. 

É importante dizer que isso não é uma competição de quem é o melhor exemplo, mas sim, mostra-nos uma responsabilidade de buscar a excelência/perfeição em Cristo. Se você se comparar com alguém "ruim" você será sempre um discípulo medíocre. E se você não tem ninguém para "se comparar", existem alguém melhor do que Jesus? Ele é nosso maior exemplo. 

Paulo em 1 Co 11:1 diz "Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo." Em outras palavras ele estava dizendo, eu sou um padrão para vocês, me imitem, ou melhor, SEJAM COMO EU porque eu imito a Cristo. 

Já faz algum tempo que essa frase tem ficado em minha mente, ela me faz pensar: será que eu também posso dize-la? será que eu tenho sido exemplo para alguém? será que eu tenho imitado a Jesus tanto ao ponto de poder dizer isso a alguém?

Pense nisso você também! Busque ser um jovem imitável. Um jovem que é um bom exemplo, que pode dizer a alguém: Sejam como eu, porque eu sou como Cristo. Eleve o seu padrão. 

- Jamille Dória.

* Ainda tinha muito para compartilhar mas o texto ia ficar muito grande, então achei que até aqui já bastava. Graça e Paz.







Quem é Seu João?



Em período de São João os cristãos protestantes sempre entram na mesma discussão sobre a pecaminosidade da tradicional festa. Alguns a condenam por sua origem pagã, enquanto outros a santificam por sua ressignificação com a vida de João Batista. Mas quero me ater ao que realmente importa: Você sabe quem foi João Batista? Deixe que ele mesmo lhe responda.
Certo dia alguns homens queriam saber quem era o homem que se vestia com pele de camelo, comia gafanhoto e mel e mesmo sendo essa figura esquisita arrastava uma multidão de seguidores. Não é uma pergunta simples de responder. Quando perguntaram “quem é você?” não estavam perguntando qual o nome dele. Portanto não servia a resposta “Eu sou João”. Também não estavam perguntando quem eram os pais deles. Não servia responder “sou filho de Zacarias e Isabel”.  Não adiantava dizer que ele era israelita pois não estavam perguntando a nacionalidade dele. Então como saber “quem é você?”
Esse foi o testemunho de João, quando os judeus de Jerusalém enviaram sacerdotes e levitas para lhe perguntarem quem ele era.
Ele confessou e não negou; declarou abertamente: "Não sou o Cristo".
Perguntaram-lhe: "E então, quem é você? É Elias? " Ele disse: "Não sou". "É o Profeta? " Ele respondeu: "Não".                                  João 1:19-21
A primeira convicção que João tinha a respeito de si mesmo é sobre quem ele não era. Ele tinha certeza que não era o Messias esperado pelos judeus. Depois levantaram algumas opções sobre quem ele poderia ser, mas João continuou firme em suas negativas. Não era Elias nem o profeta.
Finalmente perguntaram: "Quem é você? Dê-nos uma resposta, para que a levemos àqueles que nos enviaram. Que diz você acerca de si próprio? "
João respondeu com as palavras do profeta Isaías: "Eu sou a voz do que clama no deserto: ‘Façam um caminho reto para o Senhor’ ".
João 1:22-23
Quando finalmente João respondeu quem ele era, citou uma profecia de Isaías 40 versículo 3. Ele citou sua missão, seu propósito. Ele sabia o motivo pelo qual ele veio a este mundo. Esse era quem ele era.
Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não surgiu outro maior do que João, o Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele.   
Mateus 11:11
O próprio Jesus foi quem disse isso. Por cumprir o seu propósito ele foi tudo que deveria ter sido e atingiu o máximo de seu potencial. Morreu decapitado, mas antes disso fez tudo que nasceu pra fazer.
Agora quero lhe perguntar: quem é você? O que você tem a dizer a respeito de si mesmo? Não estou perguntando seu nome, sua nacionalidade, genealogia ou ocupação. Estou perguntando quem é você.
Muitas vezes por não saber quem somos tentamos ser alguém que não nascemos pra ser. Já vi inúmeras pessoas tentando ser igual ao pastor da igreja, igual ao líder ou até mesmo igual ao artista da internet. Antes de tudo saiba quem você não é. Você não é ninguém que já exista pois Deus tem um propósito pra cada pessoa.
Minha oração nesse momento de busca por sua identidade se resume num trecho de uma música que tem mexido com minha vida desde que a ouvi.
"Eu voltaria atrás
Pra tentar me avisar
Que o caminho será escuro
Mas que Cristo é a luz do mundo
Deixe ele te falar quem você é
Que a palavra te desfaça
Que te afogue em tua graça
Só a cruz esconderá quem você não é"
Música: 17 de janeiro
Autor: Os Arrais

Você tem plena confiança em Deus?




Romanos 8:30 “E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou.”

Não sei se você já meditou nesse verso do livro de Romanos, mas, estou aqui para compartilhar algo com você sobre este verso. Constantemente me vem à mente esse verso e cria em mim um sentimento de alegria e confiança.

Logo me lembro de mais versos, “aquele que começou a boa obra ha de termina-la”, “eu (Deus) cumprirei toda a minha vontade”, “ninguém frustra os planos de Deus”, enfim, temos palavras de sobra para confiar e crer que “a vontade de Deus é boa perfeita e agradável”.

Em Romanos 8:30 apesar de ser um verso pequeno, vejo nele toda a soberania de Deus. Falo isso porque vejo em um verso a totalidade de uma obra que tem inicio, meio e fim. Ele (Deus) me chamou (inicio), me justificou (meio), e glorificará (fim), a glorificação nas escrituras é algo futuro, mas, neste verso o “glorificou” revela o fato já concluído da perspectiva de Deus. Pois Deus já vê todas as coisas consumadas.  

Veja como é glorioso esse verso! Ele me enche de fé e admiração, Deus trabalha desde o inicio na salvação de uma alma. Deus prove todas as coisas, Ele cuida de cada detalhe.

Sempre falo e repito constantemente que para mim existem dois grandes desafios na vida cristã, o primeiro é andar no Espirito ouvindo a “voz” do Espirito Santo e o segundo é continuar crendo que “tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus” em frente a uma perda, dor, doença física ou mental, catástrofes, isolamento, cadeias e prisões sem em nenhum momento pensar “Deus se esqueceu de mim?”.

Meu querido (a) creio profundamente que caminhar com Deus vai além de qualquer relacionamento terreno que poderia servir de exemplo, creio que caminhar com Deus é confiar nele completamente e ouvindo sua “voz” obedece-lo sem restrições.

Porém também creio que Ele faz todas as coisas, providencia a tudo, capacidade e da com misericórdia e bondade a todo que o busca com um coração arrependido.

Peça a Ele que gere em você “o querer e o efetuar segundo a bondade dele”.

Deus esta presente no ato da salvação do inicio ao fim e para sempre, por isso me alegro, porque não é mérito meu, que sou falho, fraco, e inabilitado, e que se dependesse de mim iria para o inferno, mas graças a Deus a salvação partiu de Deus que tem todo o poder para isso realizar.

Glorias te dou Deus todo poderoso.

Que meus olhos contemple sua gloria.

Amém.


                                                                                                                     Maicon Chaves

Filho Amado!


Quem já viu a santidade de Deus sabe o quanto é indigno do amor e do perdão do Pai. Assim como aconteceu com Isaías, acontece com todos. A percepção do quanto Deus é bom nos faz perceber o quanto somos ruins. E é bom que isso aconteça. O grande problema é quando esse sentimento nos faz rejeitar a nossa identidade.

A bíblia fala que somos todos pecadores: 

Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus. (Romanos 3:23). 
E o primeiro passo para a conversão genuína é o reconhecimento dessa verdade. Porém, muitas vezes esquecemos que o texto de Romanos não acaba no verso 23, ele tem uma continuação que devemos considerar tão verdadeira quanto a anterior.

Sendo justificados gratuitamente por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus. (Romanos 3:24)

Há uma necessidade enorme de relembrarmos disso dia-a-dia. Fomos justificados gratuitamente. E é por isso que ganhamos outra identidade: Somos filhos amados pelo Pai! É realmente difícil de acreditar que alguém tão miserável como eu possa ser amada por Deus, que é perfeito. Mas Cristo nos declarou inocentes e a redenção que há nEle nos deu também sua identidade.
Então houve uma voz vinda dos céus: “Tu és o meu Filho amado; em ti muito me agrado”. (Marcos 1:11)

Que eles sejam levados à plena unidade, para que o mundo saiba que tu me enviaste, e OS AMASTE COMO IGUALMENTE ME AMASTE. (João 17:23)

Deus, o pai de amor, o pai do amor, o próprio amor, nos ama exatamente da mesma maneira que ama Cristo Jesus, o filho. E não temos como evitar isso. Não podemos mudar isso. Ele decidiu nos amar dessa maneira. 
Pra ajudar sua meditação no assunto, lá vai uma das minhas novas artistas favoritas e uma de suas composições:



Perdedores e não vitoriosos


O sermão da montanha é uma das passagens mais conhecidas do evangelho, mas nem sempre é corretamente interpretado. Primeiro, ele é dirigido aos discípulos que se aproximaram de Jesus, não à multidão. 



Em segundo lugar, não se trata de uma lista de coisas para você fazer para ser salvo ou se tornar discípulo de Jesus. Ele está falando das características daqueles que, em todas as épocas, se submetem a Jesus.



"Reino dos céus" significa um reino que não é da terra, é dos céus, cujo rei esteve aqui, foi rejeitado e agora está nos céus. Quando Jesus diz "bem-aventurados estes ou aqueles", é como se dissesse "felizes estes ou aqueles" que são assim. Como assim? Assim como? Perdedores assim.



Sim, porque se o próprio rei do reino dos céus, Jesus, foi um perdedor neste mundo, como você espera que sejam os seus seguidores? Aí vem alguém e diz: 

"Ué, mas eu pensei que fosse justamente o contrário, porque vi na TV alguém dizer que se você vai a Jesus seus problemas desaparecem, seus negócios melhoram, você paga suas dívidas, resolve problemas conjugais, é curado de todas as doenças e até compra carro importado".

Bem, quem vai a Jesus pensando nisso é igual a quem se casa por interesse, sabe como é, dá o golpe do baú. Se você está atrás de Jesus para receber alguma outra coisa que não seja o perdão de seus pecados e a salvação, é bom pensar melhor. Ou você acha que Deus é bobo, que não enxerga suas intenções?

Veja quem são os bem-aventurados aqui: os pobres de espírito, os que choram, os mansos, os injustiçados ou cansados das injustiças, os de coração mole que sentem pena dos outros, os que promovem a paz, os perseguidos por agir corretamente ou por sua fé em Jesus... 

Percebeu? Tudo oposto às bem-aventuranças deste mundo, onde são bem-aventurados os auto-suficientes, os que riem, os poderosos, os que se dão bem com as injustiças, os que pisam nos outros, que promovem a guerra, perseguem e que, obviamente, querem passar bem longe daquele que neste mundo foi o maior dos perdedores: Jesus.

Só que Deus está chamando os perdedores para o seu reino, não os campeões. Prostitutas, ladrões, cegos, aleijados - que tipo de pessoa você acha que Jesus veio chamar? E depois de salvos de seus pecados pelo que Jesus fez na cruz, e não por suas próprias obras, em que você acha que se transformaram? Nesses bem-aventurados segundo o conceito de Deus, não dos homens.

Quer estar entre eles? Quer ser bem-aventurado eternamente? Então creia em Jesus, não em um Jesus bem sucedido e capa de revista, mas no Jesus crucificado.

Mário Persona

- Yago Cardoso



Pureza sexual não é só se casar virgem.

Uma verdade nada popular é a verdade que diz que devemos casar virgem. Acredito nela de todo meu coração e com toda minha mente, porque ela não somente faz sentido para o meu coração como também para minha mente e a realidade do mundo no qual eu vivo. Em outras palavras, sexo não existe fora do casamento para o cristão ( Mt 15:19; Jo 8:41; Mt 1:19; 1 Co 6:9-20; 1 Co 7:1,2 e Gn 2:21-24). Mas o que eu realmente quero escrever nessa postagem é que existe uma idéia distorcida que governa os cristãos, que diz mais ou menos assim: a pureza sexual é somente não fazer sexo fora do casamento. E eu quero dizer que: isso não existe! Isso é um absurdo!

Se você é uma pessoa que acredita em algo assim, eu quero pedir a você para que reconsidere. Volte atrás, arrependa-se e deixe o seu pecado de lado. Pureza sexual significa muito mais do que chegar ao casamento virgem; significa santidade em todas as áreas da sua vida. Todas.

Busque a pureza plena, em tudo, veja alguns exemplos:
  • Pureza nos olhos.  Eu, porém, vos digo: Qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela." Mateus 5:28.
  • Pureza na mente. Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as fornicações, os homicídios, Os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem. Marcos 7:21-23. 
  • Pureza no coração. Fuja dos desejos malignos da juventude e siga a justiça, a fé, o amor e a paz, com aqueles que, de coração puro, invocam o Senhor. II Timóteo 2:22.
  • Pureza no vestir. Da mesma forma, quero que as mulheres se vistam modestamente, com decência e descrição... I Timóteo 2:9.
  • Pureza no falar. Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca”. Colossenses 3:8.
  • Pureza no ouvir. Tudo é permitido, mas nem tudo é oportuno. Tudo é permitido, mas nem tudo edifica. I Coríntios 10:23.
  • Pureza no tocar. E, se a tua mão direita te escandalizar, corta-a e atira-a para longe de ti, porque te é melhor que um dos teus membros se perca do que seja todo o teu corpo lançado no inferno. Mateus 5:3.
A Bíblia é clara ao dizer que o nosso corpo não é nosso por dois motivos: Deus o criou e Deus o comprou com o sangue de Jesus (1Co 6:19,20). Portanto, devemos glorificar a Deus com a nossa vida e usar o “nosso” corpo de forma correta (Rm 6:12-14). Na prática, isso significa ver o que Deus deseja que a gente veja, pense os pensamentos Dele, aja como ele quer que ajamos.

Um tempo atrás eu assistia “Two and half men”. Sério, o seriado é muito engraçado. Não é a toa que tem se tornado o seriado mais visto pela América Latina no quesito comédia. Mas se você for analisar esse seriado, sendo você cristão, você chegará a mesma conclusão que eu cheguei: “Eu não vou assistir mais isso. Ora, o cara que quer fazer tudo certo, Alan, é o idiota do seriado. O cara que quer fazer tudo errado, que não trabalha, é dito como o garotão e que pega todas as mulheres. As mulheres são só produtos e parecem que não sabem escolher a pessoa certa para namorar e casar, porque sempre escolhem o malandro. Por fim, elas sempre aparecem em um episódio semi-nuas”. A pureza sexual começa ai. Eu refleti e disse: “Senhor, nunca mais assisto esse seriado”. E não tenho assistido desde então. Toda vez que você abre uma exceção, toda vez que você permite ver o que não deve, lembrem-se que você não estará honrando a Deus e estará permitido que o Diabo use como arma para uma futura queda. Jó disse o seguinte: “Fiz um acordo com os meus olhos de não olhar com cobiça para as moças”. Faça o mesmo! Pense agora em seriados/filmes/novelas que você assiste mas que você sabe que não te edificam e, o que é pior, te prejudicam, pois te fazem pecar.

Outra coisa que vejo muito no meio cristão na ala masculina são conversas tolas sobre mulheres. Piadas de mal gosto, frases que mostram que eles encaram muito mais as mulheres como produtos e algo a se consumir do que como Deus pede para nós: “tratem como irmãs” ( 1 Tm 5:2). Efésios 5:4 diz: “Não haja obscenidade, nem conversas tolas, nem gracejos imorais, que são inconvenientes”. Ou: “Entre vocês não deve haver alheiro,  nem menção de imoralidade sexual” ( Ef 5:3). Garotões, calem a boca por favor e arrependam-se do seu modo de falar. Honre a Deus com sua boca.

Portanto, siga o conselho de 1 Co 6:18: “Fujam da imoralidade sexual”. Desligue a tv, o computador, fechem as revistas, guarde sua língua de certos comentários, guardem seus ouvidos das piadas maldosas e dos gracejos imorais.
Por fim, quero dizer de forma mais pessoal possível que conseguir: eu busco isso porque é o certo a fazer. Busco viver pureza sexual, busco falar as palavras certas, busco santidade, porque um dia o meu Senhor e Salvador morreu por mim para me livrar da condenação do inferno, da ira de Deus. Morreu para perdoar os meus pecados, para me justificar, para me transformar. Morreu para que pudesse voltar a ter um relacionamento com Deus.

E eu pergunto: como posso tantas vezes ter errado?

E pergunto mais: como posso não lutar por uma vida de santidade e pureza sexual ao saber que Ele pagou o preço com sua própria vida?





Texto de F. P. Mastrillo.
Adaptado por Jamille Dória.