Você tem Fé ou Esperança?


Agora, a fé é a substância das coisas que se esperam, a evidência das coisas que se não veêm. Hebreus11.1 versão (KJV).

John Wesley, o fundador da igreja metodista, disse uma vez: “ Muitas pessoas que vão à igreja não são realmente salvas.” Quantas coisas nós admitimos somente com a mente e não com o coração?, nós recebemos ou esperamos? John esta se referindo aqui à salvação, dizendo que muitos que vão à igreja não são de fato salvos porque não tem fé, sendo que somos salvos pela fé, mas isso contextualiza tudo, para o batismo com o Espirito Santo (receber), para uma cura (receber), para todos pedidos nas orações, não tendo fé nada receberemos.

Muitos de nós confundimos fé com esperança. Quero aqui mostrar para você leitor essa diferença, e mostrar como caímos fácil nessa confusão de fé e esperança. 

Em Hebreus diz: “a fé é a substancia”, outras versões diz “firme fundamento”, “firme confiança”, “certeza” e até “já possuir” essas são traduções derivadas da palavra “pistis” (convicção da verdade de algo) no grego, língua original do novo testamento. A fé não é esperar, a fé é receber agora não depois.

A fé diz: “é meu, tenho agora.”, a esperança diz: “sei que poderia receber, mas por alguma razão não recebo.”, por quê? Porque essa pessoa espera. Esperar esta no tempo futuro, fé esta no tempo presente. As pessoas confundem tanto que dizem: “Creio que poderia receber, mas não sei porque não recebo.”, veja como podemos confundir o “crer” com esperar. “Creio que poderia receber”, este creio não provem de fé (presente) e sim de esperança (futuro). 

Observe tal situação, uma pessoa pede oração para ser curada, pergunto: “Você crê que quando eu colocar as mãos sobre você e orar será curada?” você pode ouvir estas comuns respostas: “Espero que sim, se for a vontade de Deus.”, “Assim espero”, “Creio que posso receber”, essas respostas não demonstram fé, revelam esperança, e se você espera você não receberá porque fé é agora não depois. 

Fé é ter o que se não vê, é ter o que se espera.

John disse que nem todos que vão à igreja são salvos, sabe por quê? Porque muitos vai para lá (ajuntamento dos santos) esperando assim serem salvos (futuro), e não porque foram salvos (presente). Muitos deixam de pecar para serem santos (futuro), e não porque são santos (presente). Os que deixam de pecar para ser santo, nunca o serão. Santidade não é uma conquista, é uma realidade presente, não futura. O pecado não será vencido, já foi vencido, e em Cristo somos vencedores. Vivemos coerente com aquilo que somos, não com aquilo que queremos ser.

A fé está além de nossos sentidos, pois a fé substancia o que se não vê. O problema é que muitos esperam sentir para crer. Esperam ver, porque se você espera isso mostra que não crê para agora, mas crê para depois. Esperança aponta para o futuro, fé é para agora. Darei dois exemplos de fé sentido (mental), e fé genuína (do coração).

1 - João 20.25-29: “Disseram-lhe então os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele (Tomé) respondeu: Se eu não vir (sentido de visão) nas suas mãos o sinal dos cravos, e ali não puser o meu dedo ( sentido de tato), e não puser a minha mão no seu lado, de modo algum acreditarei (sentido da mente razão). Passados oito dias, estavam outra vez ali reunidos os seus discípulos e Tomé com eles. Estando as portas trancadas, veio Jesus, pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco! E logo disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; chega também a tua mão e põe-na no meu lado; não sejas incrédulo (observe que Jesus atribui incredulidade a fé baseada em nossos sentidos naturais), mas crente. Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu e Deus meu! Disse-lhe Jesus: Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram ( com os olhos), e creram (com o coração).” Tomé não teve fé, a não ser quando viu, se Cristo não houvesse aparecido para ele Tomé seria mais um ímpio, mais um homem sem fé, e sem fé ninguém pode agradar a Deus, sem fé ele não seria salvo, pois não creria no Cristo ressurreto. A fé não é ver com nossos sentidos, mas é trazer á realidade a certeza e substancia daquilo que não vemos. 

2 - Romanos 4.17-21: “como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí, perante aquele no qual creu (tempo presente), o Deus que vivifica os mortos e chama à existência as coisas que não existem. Abraão, esperando contra a esperança (esperando aqui se refere não a fé agora, porque é óbvio que ele não estaria vivo para ver a nação de seus descendentes ), creu (tempo presente), para vir a ser pai de muitas nações ( apesar dele ter crido sabia que não veria, porém tinha convicção do futuro, ele trouxe o futuro para o presente com a fé), segundo lhe fora dito: Assim será a tua descendência. E, sem enfraquecer na fé (pelo fato de não ver a promessa), embora levasse em conta o seu próprio corpo amortecido (mesmo que seus sentidos naturais diziam o contrario), sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara, não duvidou da promessa de Deus, por incredulidade (não baseou sua fé nos sentidos mas na certeza de que Deus cumpri o que diz); mas, pela fé ( de coração e não com a mente), se fortaleceu, dando glória a Deus (só agradece quem já recebeu, quem possui, não é mesmo?), estando plenamente convicto (fé é a certeza, substancia, fundamento, total confiança do que se não vê) de que ele (Deus) era poderoso para cumprir o que prometera.” Glória a Deus por isso não é mesmo? Sentiu a diferença de Abraão com Tomé? Abraão não se baseou em seus sentidos o que conotaria incredulidade, não esperou ver para crer, tocar para ter certeza, sentir para viver.

Se toda vez que eu e você esperarmos (futuro) não obteremos a cura, a resposta daquela oração e etc, porque fé não é esperança, fé é dar substancia ao que não se vê e sente com os sentidos naturais. Se você esta enfermo, se você quer vencer um pecado, se você quer se santificar, se você quer receber o batismo com o Espirito Santo, se você quer ser salvo, tenha fé não esperança. A fé salva, cura, santifica, restaura, edifica, transforma, a fé é o meio para ter Cristo e ser participante da sua divindade. Se você tem esperança, transforme-a em fé, como? , trazendo sua esperança (futuro) para o presente (agora), e lembre-se, a fé esta além dos nossos sentidos, quando um aleijado foi ordenado a se levantar e andar por Jesus, ele não estava em pé, porém, mesmo deitado sem os sentidos das pernas creu que já estava curado e simplesmente se levantou. João 5:7-9“…O homem enfermo queixou-se: “Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada; pois, enquanto estou indo, desce outro antes de mim.” Ordenou-lhe Jesus: “Levanta-te, apanha o teu leito e anda.” Imediatamente o homem ficou curado, pegou seu leito e andou.”

Jesus disse: “Em verdade vos digo que, se tiverdes fé (de coração) e não duvidardes, até se a este monte disserdes: ergue-te, e precipita-te no mar, assim será feito; e tudo o que pedirdes em oração, crendo (tempo presente), o recebereis (já é seu é só possuir).” Mt 21:21-22. Se tivermos fé, a de coração (tendo convicção do que os sentidos não veem), não a da mente (baseada nos sentidos), Deus fará porque ele disse que assim será.

Caro leitor, assumo que falar deste assunto resumidamente foi um desafio, e sei que esta longe de ter se esgotado, e por isso, fique a vontade em tirar duvidas no comentário deste blog, estou a total disposição para responder toda e qualquer duvida relacionada ao texto.

Graça e paz em nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.


- Maicon Chaves


Sobre Mandingas e Mantos Evangélicos




Infelizmente, é constatável que eventualmente os movimentos do cristianismo mais cheios de fiéis acabam copiando a cultura dita secular de formas estranhas. Reproduzir uma atitude não-religiosa em contexto religioso, por si só, já é um ato estranho à religião. A coisa piora quando essa transformação da cultura secular, em cultura religiosa subverte os ensinamentos bíblicos criando um falso ensinamento.



Há hoje, principalmente nos meios pentecostais não tradicionais e neo-pentecostais, a famigerada expressão "tocar no manto", que é usada como tema de campanha de orações, tema de orações, tema de músicas, enfim, é mais um caso de texto isolado que virou doutrina. 
A expressão de fato é bíblica, está lá no evangelho de Marcos, capítulo 5, versículo 28.
Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua veste.Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei. Marcos 5:27-28



O problema, como já dito, é tirar o texto do seu contexto; ignorar algumas interpretações importantes que estão evidentes no próprio texto e, a partir daí, criar um novo ensinamento. Vamos acompanhar aqui a continuação da mensagem desse texto com suas ponderações mais relevantes: E logo se lhe secou a fonte do seu sangue; e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal. [...]

Marcos 5:29 
Então ele [Jesus] lhe disse: "Filha, a sua fé a curou! Vá em paz e fique livre do seu sofrimento".
Marcos 5:34

Ao ver que a mulher estava curada, Jesus não disse "Filha, seu toque no meu mato te curou" ou "Filha, meu manto te curou". O que Jesus afirma, com todas as letras, é que a fé da mulher a curou.



O que podemos concluir disso é que a fé genuína no Senhor, com uma atitude genuína de fé, são vistos com bons olhos por Deus. Além disso, é importante relevarmos que o manto tocado não era o manto de um homem qualquer, mas sim do próprio Deus em carne; situação semelhante a essa ainda não foi vista nessa era (e nem será). O texto acima não dá margem para imaginarmos que possam existir objetos que sejam sagrados ou consagrados em si mesmos, ou mesmo pessoas, que possam garantir milagres só pelo tocar.
Paz seja convosco!

Retirado do blog: http://metendoasola.blogspot.com.br/

Fariseu, arrependa-se.


Antes de começar o texto, gostaria de deixar claro que nem todos os fariseus tinham o comportamento como aqueles a quem Jesus discordava. Mas que comportamento esses fariseus tinham?

"E ao anjo da igreja de Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:

Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente!

Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca."

Apocalipse 3:14-16

Os mornos são as pessoas que se dizem ser cristãos e não são. Os chamados religiosos. Aqueles que não vivem o que pregam. Exatamente como eram os fariseus a quem Jesus combatia. Esses tais envergonham o evangelho de Cristo, pois passam uma ideia errada de como deve ser o cristão. Você já percebeu que quando alguém vai falar dos cristãos em geral sempre generalizam por algo de errado? Isso acontece devido a testemunhos de fariseus do século XXI.
Jesus em Mateus 23 fica irado com o comportamento dos fariseus e traz palavras duras em que eles deveriam se arrepender se não estariam debaixo de condenação. 


"E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos."

Tiago 1:22



Os não praticantes da palavra são os fariseus hoje. Eu já estive nessa condição, me declarava "evangélico", mas não lia a Bíblia, não orava, jejuava, não obedecia a palavra até porque não a conhecia. Defendia a religião. Era cego. Se você está nessa condição hoje, há uma solução, eu a encontrei e ela é citada no próprio contexto de apocalipse do recado a Igreja de Laodiceia:



"Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te.


Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.

Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas."
Apocalipse 3:19-22

Você e suas fotos sensuais


Há muito tempo que tenho sido incomodada com uma infeliz realidade pela qual tenho me deparado nas redes sociais: fotos sensuais de meninas "cristãs". Tenho mais de 2000 amigos no Facebook e sigo mais de 600 pessoas no Instagram e não são poucas as vezes que esse tipo de conteúdo me salta aos olhos.

A sensualidade no "mundo" é algo totalmente banalizado. Bunda, seios, barriga a mostra são normais. As mulheres usam do corpo como estratégia para conseguir chamar a atenção dos homens. E conseguem. Ai eles usam esse corpo e depois jogam fora. Mas,  o "mundo" aqui não vem ao caso agora... Disso todo mundo já sabe. Faz parte de uma mente e prática carnal. O que tem me angustiado é que tenho visto isso "na igreja". Entre as que se dizem cristãs.

Recentemente uma foto me chocou muito. A "cristã", que também é líder no ministério de dança da igreja postou uma foto de sutiã com os seios todo a mostra. Quando fui olhar as curtidas..várias e os comentários também. A maioria deles assim: "oi peitos". Logo depois estava vendo as fotos de uma piriguete do mundo e tinha uma igualzinha a da "cristã".

Gente, cade o temor a Deus? As pessoas tem esquecido de temer a Deus.  O temor é um freio que nos para diante de um pecado,  de um escândalo porque lembramos de quem é Deus e que é a Ele que devemos prestar contas. O temor tem estado em falta na vida de muitos cristãos. Tem sido fácil demais se dizer cristão no Brasil. O mundo deve estar confuso. Porque muitos dizem ser cristãos mas estão iguaizinhos a eles.

Algumas de vocês que devem estar lendo isso podem estar pensando: que absurdo, uma foto de sutiã. Mas a sensualidade primeiro está em seu coração e reflete em sua vida de diversas maneiras. Em vez de olharmos para esse caso como um absurdo (que realmente é), devemos nos avaliar. Podemos ser sensuais até num olhar. Isso acontece muito também. É algo que também me incomoda. As selfies sensuais. Ah, como elas acontecem entre cristãos. E agora incluo até os homens. Na tentativa de... De que? Eu realmente não sei. Na tentativa de (alguma coisa) fazem caras e bocas para tirar foto. Levantam a sobrancelha, abrem um pouco a boca,  fazem biquinhos, dão uma piscadinha,  mordem a boquinha... Só eu vejo isso gente?

Você pode me dizer "Jamille, não existe nenhum texto que fale como devemos ou não devemos tirar foto. Foto nem existia naquela época. Você está sendo taxativa demais." Ta, eu sei que foto não existia mas vou pegar somente 3 pontos entre tantos para justificar o que estou dizendo.

Ponto 1: Devemos fazer tudo para a glória de Deus.

1 Coríntios: 10. 31. Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus. - Bíblia JFA Offline

Tudo é tudo, até tirar foto. Então as suas fotos devem ser para a glória de Deus. Uma foto expondo seu corpo é para a glória de Deus? Claro que não né? Ta mais para a glória do capeta, isso sim.

Ponto 2: Devemos refletir Jesus para as pessoas.

Romanos: 8. 29. Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos; - Bíblia JFA Offline

Nosso chamado maior é o de sermos filhos de Deus, mas não qualquer filho,  mas filho semelhante à imagem do nosso irmão mais velho Jesus. Devemos ser como Ele e demontrá-lo com as nossas fotos (vidas).  As pessoas tem visto Jesus nas suas fotos?

Ponto 3: Nosso corpo é templo do Espírito Santo.

1 Coríntios: 6. 19. Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? 20. Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo. - Bíblia

Recentemente recebi um comentário em uma das minhas fotos que achei bem interessante. Dizia assim "Querida irmã em Cristo, teu sorriso e teu olhar expressam a pureza do Senhor. Fico feliz em saber que Deus pode contar com uma geração de jovens que entenderam de fato e de verdade, que o corpo e o templo do Espírito Santo. Gloria a Deus!"

O Espírito Santo habita em você e em mim, somos Dele. Será que Ele gosta de expor sua casa assim? Pra todo mundo? Não! Devemos glorificar a Deus com nosso corpo e as nossas fotos estão incluídas nisso porque é o nosso corpo que fica evidente nelas.

Eu sei que não sou eu que tenho o poder de te convencer a nada, muito menos de te fazer mudar,  mas oro para que os seus olhos tenham sido abertos com esse texto e que você tema mais ao Senhor dos Exercitos. O Deus Poderoso a quem devemos a nossa vida.

- Jamille Dória


Ao Deus desconhecido



Venho compartilhar algo muito interessante sobre a palavra com vocês!

Atos 17: 22 - 23: "E, estando Paulo no meio do Areópago, disse: Homens atenienses, em tudo vos vejo um tanto supersticiosos; Porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio."

Quem já não leu esta passagem? Talvez você não conheça a história por detrás destes versículos.

O Altar ao Deus desconhecido encontrado no areópago da Grécia foi fruto de uma consulta a um oraculo de Delfos, cidade grega que fica pouco antes de entrar na península de Acáia pouco antes de Corinto.

Seis séculos antes de Cristo, oito séculos de distancia de nós, a Grécia passou por uma enorme seca fazendo com que o estado se enfraquecesse devido à necessidade de importar água, gados e plantações inteiras estavam morrendo no campo, e as pessoas de fome e sede. Os gregos então fizeram vários sacrifícios a vários deuses, porém, a seca não parou e se tornava mais devastadora.

O desespero levou os governantes gregos quase que em total unanimidade, buscarem conselho com um oráculo de Delfos. O oráculo então disse aos gregos que existia um Deus maior que todos os deuses da Grécia que precisava ser apaziguado, então ordenou que eles fossem a Ilha de Creta, pois lá existia um homem sábio chamado Epimenides que saberia como fazer isso.

Os gregos então partiram para Ilha de Creta encontraram Epimenides e o levaram para Atenas. Ao chegar na Grécia Epimenides perguntou: "aqui existe mais deuses do que pessoas?", naquela época os gregos tinham 33.000 deuses e suas estatuas podiam ser vistas nas ruas por todos.

Epimenides pediu que se separassem dois grupos de ovelhas famintas e as soltasse num dos poucos campos verdes que ainda existiam, um grupo iria imediatamente começar a pastar, enquanto o outro grupo faminto iria escolher um lugar para se deitarem todas juntas, e neste lugar deveria ser levantado um altar ao “Deus desconhecido” e estas ovelhas, as que escolheram o local deveriam ser sacrificadas para este Deus.

Assim foi e a seca imediatamente cessou, seis séculos depois, Paulo de Tarso usaria a consequência deste fato para pregar ao Senhor Jesus.

Incrível historia não é mesmo? Seis séculos antes de Cristo, uma seca fez com que Deus fosse Glorificado e colocado sobre todos os deuses da Grécia, deuses que não conseguiram resolver o problema da seca, entrando para a lista enorme das deidades dos gregos e proporcionando uma pregação fantástica de Paulo aos Atenienses.

Isso não é fantasia, é história, tanto que o altar “ao Deus desconhecido” foi fruto deste acontecimento, e era assim que os gregos de forma muito limitada conhecia Deus na época do apostolo Paulo.

Para mim, é nada mais que a ação da soberania de Deus na história da humanidade!

Um pequeno detalhe que talvez você não tinha observado.

Que Deus seja glorificado!

- Maicon Chaves



O MUNDO DO AVESSO


Caminhava eu pelas ruas ontem quando vi uma mãe xingar diversas coisas intragáveis na frente de sua filhinha de menos de 3 anos. Então percebi que aquela era a mulher educada no trato com adultos, mas impaciente com quem sem defesa depende de seus cuidados.
É como se o mundo estivesse virado do avesso e nossas prioridades estivessem todas invertidas.
Pais e mães que pensam em si mesmos antes de seus filhos. São polidos com estranhos e ásperos com os que amam. Pastores que trabalham pelo sustento. Fazem do rebanho um povo cada vez mais dependente de suas ministrações e conselhos.  Missionários que se esqueceram que eles deveriam ser os primeiros a investir em seu chamado. Mas que trocaram o conceito de “fazer tendas” pelo do Boletim Informativo para continuar garantindo seus Mantenedores. Igrejas cujo foco é o crescimento. Mesmo que corpos fiquem pelo caminho.
Pessoas que perderam o foco da unidade. Vivendo a ilusão de que “ser um” seja padronizarmos idéias apenas. Enquanto nossos corações continuam distantes.
E aquele amor que nos consumiu um dia. Que nos fez permanecer no fundo de um túnel onde apenas o necessário podia ser visto e sentido. Esse já era. Por que trocamos o excelente pelas drogas mais baratas. A religiosidade. O crack da espiritualidade.
“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito…” (Efésios 5:18)
-Ariovaldo Carlos Jr.
Retirado do site: http://www.ariovaldo.com.br